• Viaje com Pouco

Edimburgo - Escócia - Reino Unido


Olá viajantes!

Me chamo Maria Clara e, a convite das meninas do “Viaje com pouco”, vou compartilhar com vocês algumas dicas e um pouquinho da minha experiência por alguns cantinhos da Europa!

Para quem deseja conhecer Edimburgo, na Escócia, a dica de hoje é a visita na imperdível colina Calton Hill. Dessa colina dá pra ter uma vista bem ampla da cidade. Olha só:



Mas, antes de qualquer outra coisa, eu PRECISO dizer que a capital escocesa me surpreendeu de todas as formas! Fiquei apaixonada por cada cantinho da cidade. Com mais de 4000 edifícios tombados, a cidade de Edimburgo é considerada Patrimônio Mundial da UNESCO... não é à toa que eu vivi, em apenas 4 dias, muita história e cultura. Além disso, QUE povo receptivo, sempre dispostos a ajudar e te dar informações mesmo quando você não entende nada daquele sotaque escocês super mega rápido! Hospitalidade nota 10.

Vamos lá! A famosa colina Calton Hill fica situada no centro de Edimburgo e é possível observa-la de um dos principais atrativos turísticos da cidade, a Princess Street. A paisagem é belíssima e, para completar, na virada de Ano-Novo (Hogmanay), há uma queima de fogos incrível que torna a vista da colina ainda mais especial. Sei que foto de fogos não faz jus a realidade mas, segue aí uma tentativa (saiu tremida devido a: demasiada emoção de ano novo):


Bom, lá pelas minhas andanças como mochileira na Europa, sempre busquei economizar o máximo possível, já que “muito dinheiro a gente tem pouco” hehe. Por isso, até em transporte, dependendo do preço (para piorar em libras £), eu nem gastava. Minhas perninhas odiavam mas hoje elas estão de bem comigo de novo.

Em Edimburgo não há metrô, somente ônibus, e a passagem varia de 1,50£ à 3,50£. Essa tarifa é até em conta pela qualidade do serviço, mas, convenhamos, que com esse dinheirinho eu comprava comida à beça nas redes de fastfood (OBRIGADA DEUS POR ESSAS REDES QUE SALVAM MOCHILEIROS).

Acesso à colina:

A cidade tem um relevo super complicado, “um sobe e desce” danado mas, apesar disso, a cidade é relativamente pequena e dá para fazer quase tudo a pé. Assim, coloque um tênis ou bota confortáveis e vai na fé que você chega lá! Ah, e não esqueça de se agasalhar bem, porque OH cidadezinha fria, com ventos de rachar! Aliás, a Escócia é congelante quase o ano inteiro, com uma temperatura média anual de 8.5 ºC. Mas enfim, isso não atrapalhou a sagitariana aqui (leia-se aventureira).

Custo do passeio:

£0,00

É completamente gratuito visitar a colina e seus monumentos. O único custo será com a alimentação ao longo do dia.

Se você for como eu que ama economizar, sugiro que compre comida no “Lidle” (mercado super barato) no início da manhã, e faça lanchinhos para levar na mochila. Caso contrário, fique tranquilo... Até o acesso da colina, você irá encontrar vários restaurantes e pubs legais.

Ao chegar na colina você irá se deparar com monumentos incríveis que ficam, praticamente, de 200 à 300 metros um do outro. São eles:

Nelson Monument: torre de observação da longitude do mar, utilizada pelos marinheiros escoceses. Foi construída para privilegiar a vitória do Vice-Almirante Nelson na Batalha de Trafalgar, em 1805.


National Monument: construído para homenagear os soldados e marinheiros escoceses que morreram nas guerras napoleônicas e para incentivar os futuros heróis nacionais. Além disso, o atrativo chama atenção pela nítida semelhança com a arquitetura grega. Incrível! Não dá pra perder...



Dugald Stewart Monument: construído em 1831, para homenagear o filósofo e professor Dugald Stewart, da Universidade de Edimburgo, este é o monumento mais lindo da cidade, na minha opinião.



Gente, essa foi a dica da nossa querida amiga Maria! Muito obrigada @mariaclaracm!!

Espero que tenham gostado!!

Até a próxima!

#viajecompouco

#viajecompouco #escócia #europa #reinounido #UK #unitedkingdom

0 visualização

© 2017 Viaje com Pouco. Todos os direitos reservados.